quarta-feira, 20 de junho de 2012

Charme Latino - "Brassavola e Capanemia"



Conheça as peculiaridades da Brassavola e da Capanemia,  originárias das Américas Central e do Sul.


Brassavola

Cultura : Epifita e rupícola.

Nome popular: Brassavola perrini (rabo de rato).

Floração: Pode ocorrer o ano todo, mas, dependendo da variedade, floresce uma única vez. As flores são exóticas, suas cores variam entre tons pálidos de verde, creme e branca.

Flor duração : Varia de 10 a 20 dias, dependendo da espécie, o tamanho varia de 5 a 12 cm.

Espécie : Cerca de 15.

Espécie mais desejada : Brassavola digbyana, por ser uma flor exótica com labelo grande, redondo, branco-creme e extremamente franjado.

Origem: México, América Central e América do Sul.






Regas (dicas): necessitam de boa ventilação e muita luz. As regas devem ser abundantes durante todo o período de crescimento. Como o substrato seca rapidamente, há necessidade de regas mais frequentes, sem deixar as plantas expostas à umidade excessiva.

Cultura: no período de crescimento, devem ser cultivadas com muita luz, o que é indispensável o que é indispensável para uma boa floração. Durante o repouso, a planta não precisa de tanta luz, e deve retornar a áreas menos iluminadas.





Adubação: As orquídeas necessitam de alimento como qualquer outra planta. Porém, uma adubação malfeita causa mais danos do que a falta de adubo.

Prefira os químicos, como as fórmulas NPK 30-10-10 (no período de crescimento), 30-10-10 (para desenvolvimento dos botões) ou 20-20-20 (para as duas finalidades).


Dicas gerais: o nome foi dado em homenagem a Antonio Musa Brassavola., botânico da região de Ferrara(Itália).

Perfume:  Brassavola fragans – baunilha(forte perfume noturno) ; e Brassavola perrini – noz-moscada.
Curiosidades: espécie muito utilizada na obtenção de híbridos com Cattleyas, Laelias, Sophronitis e Epidendruns, em especial a digbyana e  glauca.




Capanemia

Cultura : epífita.

Nome popular : Capanemia teresia (parasita de ameixeira).

Floração : pequena, hastes de 8 a 12 flores brancas. Em geral, esta espécie floresce uma vez por ano, entre setembro e dezembro.

Flor duração: em torno de 10 dias, tem aspecto semelhante ao de uma pequena Brassavola.

Espécie: cerda de 16.

Espécie mais desejada : Capanemia supérflua, devido à floração abundante, apesar do tamanho, reduzido das flores.

Origem: Brasil, Paraguai e Argentina.




Regas (dicas) : as espécies do gênero Capanemia devem ter o substrato ligeiramente úmido e um sombreamento um pouco maior.

Cultura:  Fácil. Recomenda-se utilizar uma árvore ( de preferência ameixeira) ou um tronco com casca rugosas que percam as folhas no inverno. Assim as plantas recebem mais luz nesse período em que a insolação é mais branda.

Adubação: prefira os adubos químicos, como as fórmulas NPK 30-10-10 (no período de crescimento, 30-10-10(para o desenvolvimento dos botões) ou (0-20-20 (para as duas finalidades).





Dicas gerais: o nome da espécie foi dado em homenagem ao Dr. Guilherme Schuch de Capanema, o Barão de Capanema. O naturalista brasileiro, que viveu no século retrasado. Foi o fundador do telegráfo no Brasil.


Perfume: Capanema supérflua – convalaria(planta aromática utilizada na homeopatia).
Curiosidades: Capanema é uma cidade de Minas Gerais onde a primeira espécie deste gênero foi descoberta.


 


Por José Antonio  Endsfeldz e Simone Tinti
Pesquisa: José Antonio Endsfeldaz
Revista O Mundo das Orquídeas Ano11- nº 48
Foto e Cultivo : Elisabete Delfini





As inscrições para Sorteio do Livro "Doenças e Pragas que Atacam nossas Orquídeas" continua até o dia 29/06 e o sorteio será no dia 30/06/2012. Bastar deixar um recadinho no post (publicado em 10/06) com nome e e-mail para um contato. Participem. Abraços




2 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...