sexta-feira, 1 de junho de 2012

" Inspiração das deusas "



Por Isis Rosa Nóbile Diniz e José Antônio Endsfeld
Revista O Mundo das Orquídeas – Ano 9 – nº 44
Foto e cultivo : Elisabete Delfini

Elas dão nome a mulheres, mas são inspiradas por deusas. Desde sua descoberta, há mais de três mil anos, as orquídeas têm influenciado e sido influenciadas por todos. Cultivá-las é um desafio que se procura vencer dia-a-dia, pois são plantas que requerem delicada atenção e dedicação.


Na mitologia grega. Vênus é a deusa do amor, da beleza e da harmonia. Seu refúgio e local de nascimento era na ilha de Paphos, atual Chipre, na qual as mulheres belas de diversas maneiras, deveriam se sacrificar por ela. Era nessa ilha que Vênus descansava e, após seu repouso, se fazia a primavera. Costume da época, dedicavam-se muitas flores para tal deusa, inclusive as orquídeas.

Em especial, a Paphiopedilum possui este nome justamente para homenagear a deusa do amos.

Como suas flores lembram um sapato, a terminação da palavra grega Pedilum, completa seu nome.

Nesse caso, não se trata do sapatinho de cristal da Cinderela, mas do sapatinho de cera de Vênus.

Por sua vez, a não menos bela orquídea Vanda dá nome a muitas mulheres. De origem germânica, derivada do teutônico Wando, tem como missão proteger os vândalos – povo germânico que, por volta do século V, invadiu a Hispânia e o Norte da África. Assim, ela também significa peregrina e uma pessoa que deve conciliar a vida material com os anseios espirituais.

Duas orquídeas dois ideais de mulheres e de cultivo, mas poucas são as semelhanças entre a Paphiopedilum e a Vanda, apesar de serem provenientes do mesmo continente, Trazidas da Ásia, fisicamente são distintas, assim como varia seus habitat. Desse modo, cada uma possui sua particularidade. Fique atento a forma de cultura e adubação. Em seguida, deixe se inspirar por elas. A dificuldade em cultivar orquídeas é afastada pelo desejo de ter essas duas deusas perto de si.
Deusa da beleza ou peregrina ? A escolha é do cultivador.



PAPHIOPEDILUM -CULTIVO

Classificação: terrestre ou rupícolas,
Nome popular: conhecida como Sapatinho, é uma das orquídeas mais cultivadas para comércio. Suas flores são grandes e cerosas, parecidas com flores artificiais.














Floração: em geral, ocorre no outono e inverno, entretanto, algumas espécies apresentam flores em diferentes épocas do ano.
Flor(duração): entre 15 a 45 dias, dependendo da espécie
Espécies: mais de 60 e uma grande quantidade de híbridas
Espécie mais desejada : Paphiopedilum caudatum, que se trata de uma das mais cultivadas para comércio.
Origem: Ásia tropical, Filipinas, Java, Índia, Vietnã, China, Tailândia

Regas: nunca molhe as plantas quando as folhas estiverem quentes e com incidência de luz solar.
Procure regá-las pela manhã ou no fim da tarde.




















Cultura: não possuem pseudobulbos, e as folhas coriáceas são verdes ou mosqueadas. Exige sombra
Adubação: a fórmula NPK deve ser aplicada a cada duas semanas, na proporção de 1 colher (de café) por litro de água durante a primavera e verão.

Curiosidade: o nome da espécie tem origem do grego Paphos(ilha do templo de Vênus) e Pedilum(chinelo).



VANDA – CULTIVO

Classificação : epífita
Nome popular : Vanda, sendo que esta espécie pode ser identificada facilmente pelo seu rescimento monopodial
Floração: algumas espécie, quando adequadamente tratadas, podem florir até duas ou três vezes por ano, exceto no inverno rigoroso. O mesmo ocorre com híbridos cujos pais possuem época iferentede floração.

Flor (duração): dependendo da espécie, varia de 20 a 30 dias.
Espécie : mais de 70 e centenas de formas híbridas, no mesmo ou por cruzamento por outros gêneros.
A espécie mais desejada: Vanda caerulea, exótica e desejada pelo aspecto decorativo
Origem: Ásia tropical, Índia, Sudeste da Ásia, Indochina, China, do Himalaia a Nova Guiné, Taiwan e Austrália Setentrional.

Regas: Nunca molhe as plantas quando as folhas estiverem quentes e com incidência de luz solar. Regue pela manha ou no fim da tarde.
Cultura : pode diretamente exposta ao sol. Deve ser em cestos ou vasos sem nenhum substrato e exige alta umidade relativa do ar.

Adubação: nas folhas e raízes deve ser diária. Dessa maneira, se a bula de um adubo recomenda diluir um milímetro em um litro de água, na realidade dilua em 20 litros de água
Curiosidade: as plantas da espécie crescem verticalmente de uma haste central que produz folhas alternadas e inflorescência entre elas mesmas.

Abraço


10 comentários:

  1. Fico encantada com tanta beleza nas flores.
    Um fim de semana abençoado.
    beijocas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela visita Toninha
      para você também um lindo e maravilhoso fim de semana
      abraços

      Excluir
  2. Bom dia Bete, nos encontramos ontém (1/Jun)no Bordignon. Comprei 2 micros, uma Capanemia Micromera e a outra que perdi a plaqueta antes de aprender o nome. Não sei se a senhora se lembra, poderia me ajudar a resolver esse mistério? Meu email é mauro.giovanini@terra.com.br Muito Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. -Capanenia micromera foi uma micro orquidea e a outra também micro foi a Cryptophoranthus mininus ex Plaurothallis.

      abraços

      Excluir
  3. Oi Bete, voltei para admirar mais um pouquinho seu blog, como é liiiiiiindo!!!Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Obrigado pela visita
    volte sempre será um prazer
    abraços e uma linda tarde de domingo

    ResponderExcluir
  5. Bete
    Cada vez melhor seu blog.Fonte de informações e beleza
    Euler

    ResponderExcluir
  6. Muito bom ouvir de você.
    abraços e uma linda tarde

    ResponderExcluir
  7. More compact Paphos Car Hire specialists may possibly
    deliver reduce rates straight up, but wait a minute!


    Check out my page ... Car Hire Paphos Airport Compare

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela visita, vou sim visitar sua página
      abraços

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...