quarta-feira, 25 de julho de 2012

Cattleya loddigesii

Cattleya loddigesii do blogdabeteorquideas
Cattleya loddigesii
Orquídea epífita de pseudobulbos longos, finos e cilíndricos, bifoliares, com altura média de 30 cm, é nativa do sudeste do Brasil até o Paraguay. A inflorescência surge do ápice do pseudobulbo portando de 2 a 6 flores medindo cerca de 12 cm de diâmetro cada. Pétalas e sépalas podem variar do tom rosa claro até lilás suave e labelo meio curvado sobre a coluna como na Cattleya violácea, apresentando coloração que varia do rosa escuro ao claro, e disco de coloração branca.
Cattleya loddigesii do blogdabeteorquideas
Floresce entre verão e inverno, pode ser plantada em vasos com substrato preferencialmente de lascas de madeira, drenados e arejados. No período de desenvolvimento e enraizamento colocar junto da base do pseudobulbo pequena porção de esfagno ou coco desfibrado para assegurar maior umidade, principalmente se cultivada em região de clima mais quente. Luminosidade entre 50 a 70%.
Além da espécie “tipo” existe a variedade alba, sem contar vários híbridos de cruzamentos com outras espécies. Em razão do desmatamento e desenvolvimento acelerado da região sudeste, exterminando seu habitat para fins agrícolas e eventualmente urbanos, corre o risco de tornar-se em pouco tempo planta rara vegetando na forma nativa; como ocorreu na Grande São Paulo recentemente quando da construção do trecho sul do Rodoanel (entre Embu e Mauá) onde havia trechos de matas com mesma orquídea, com intervenção de pesquisadores do Instituto de Botânica e Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo, numa operação pente-fino foi possível coletar diversos exemplares da Cattleya loddigesii, endêmica da região, encaminhados ao Jardim Botânico para preservação (saiba mais aqui ).

Classificação- Gênero: Cattleya Lindley; Espécie: Cattleya loddigesii Lindley; Etimologia: Cattleya, latinização do sobrenome do homenageado horticultor inglês Willian Cattley, conhecido do meio orquidófilo europeu no século XIX. Epíteto: loddigesii, latinização do sobrenome do homenageado Joachim Conrad Loddiges (1738 – 1826), outro conhecido horticultor e botânico inglês de origem alemã.

Fonte : Orquidário Cuiabá
Foto e cultivo : Elisabete Delfini

8 comentários:

  1. Olá Bete.
    Vim visitar seu jardim de orquídeas.
    amei.E obrigada pela visita no meu blog.estou te seguindo OK!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caarmen
      Me perdoa pelo atraso na resposta.
      Obrigada.
      abraços

      Excluir
  2. Que beleza de orquídea Bete, um alento para a alma!
    Bjs
    Carla

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Carla
      Me perdoa pelo atraso na resposta.
      abraços

      Excluir
  3. Elizabete! Que loddigesii é essa? Tá com a saia aberta mostrando tudo!!! rs Eu quero uma. Diz pra mim onde é que tem, vai... rs Muito bonita. Parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assanhada ela né.
      Ela é antiga comigo.
      Está vindo uma muda, quando eu for fazer replante me lembrarei e te envio tá.
      abraços

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...