segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Restrepia aspasicensis

Restrepia aspasicensis do blogdabeteorquideas
Restrepia aspasicensis do blogdabeteorquideas


Restrepia é um género botânico pertencente à família das orquídeas (Orchidaceae).
Etimologia
Recebe este nome em homenagem ao Sr. José Manuel Restrepo, o primeiro a investigar a geografia e a ecologia da região andina de Antioquia na Colômbia.
Habitat
Habitam bosques de zonas de montanha onde faz frio e ocorrem névoas abundantes, nos Andes e Venezuela, com algumas espécies na América Central chegando até o Sul do México.
Descrição
Estas pequenas orquídeas epífitas, raramente litófitas, não tem pseudobulbos mas apenas ramicaules encimados por uma única folha grossa e ereta com aspecto coriáceo de forma elíptica-ovoide.
As flores se desenvolvem individualmente de um delgado pedúnculo que brota da base da folha. A sépala dorsal é alargada e ereta, com a extremidade assemelhando-se a uma bolha. Tem sépalas laterais fundidas formando uma sinsepala em regra de cores brilhantes, com cores contrastantes superpostas formando pontos, listas ou manchas. As pétalas também terminam em bolha. O labelo é ovoide e alargado no ápice, mostrando as mesmas variações de cor.
Geralmente também apresentam adornos de penachos e caules com brácteas como de papel fino. Em condições favoráveis podem florescer ao longo de todo o ano.
Algumas espécies, tal como as Restrepia muscifera e Restrepia antennifera apresentam grande diversidade de tamanho, cor e forma, pois poucas populações se assemelham, por vezes tornando que sua identificação por vezes é bastante difícil.
Filogenia
Segundo a filogenia da subtribo Pleurothallidinae, publicada em 2001 no American Journal of Botany, por M.W.Chase et al. Este gênero forma, junto com Barbosella, Echinosepala, Dresslerella, Myoxanthus, Pleurothallopsis, Restrepiopsis, Restrepiella e Barbrodria, o segundo dos oito grandes clados desta subtribo, entre os clados de Octomeria e Acianthera.
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

OBS: Aquisição em maio de 2010 uma linda mudinha, três meses depois duas flores, fiquei tão apaixonada que ela resolveu definhar, foi morrendo aos poucos, restou umas cinco folhinhas e ali ficou, parada mais ou menos um ano, daí resolveu brotar , agora parece que vai ficar bem, já está maiorzinha, mais , não está como comprei.

14 comentários:

  1. linda, elas são assim mesmo, super melindrosas, parece que tem vontade propria, por mais que a gente cuida se recusam a nos presentear com sua beleza..rss...bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Angela
      esta me deu trabalho, mas devagar agora sinto que vai.
      abraços e um lindo dia

      Excluir
  2. Uahuuu,não conhecia, é um Pleurothallis melhorado !!!
    Parabéns pela planta e cultivo;
    abç
    Gallerani

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela é linda, vamos ver se agora acerto no cultivo dela.
      abraços e um lindo dia

      Excluir
  3. Olá.
    Postagem divulgada no Portal Teia
    Até mais

    ResponderExcluir
  4. Essa é linda e exótica, Bete. Parabéns! Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sergio
      Esta bonitinha está me dando maior canseira.
      abtraços

      Excluir
  5. Beautiful flower and lovely close-up shots. Like the little face in the center of the flower.

    ResponderExcluir
  6. Bela flor e encantador close-up disparos. Como a cara pequena no centro da flor.

    não tinha reparado, Obridada Ron
    abraços

    ResponderExcluir
  7. Parabéns pelo blog, é belíssimo.
    Obrigada por sua visita e comentários.
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Essa orquídea é muito linda , parabéns!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...