quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Promenaea colmaniana

Promenaea colmaniana  do blogdabeteorquideas

Promenaea colmaniana  do blogdabeteorquideas



Promenaea é um género botânico pertencente à família das orquídeas (Orchidaceae). Foi proposto por John Lindley em 1843, publicado em Edwards's Botanical Register 29: Misc. 13. A espécie tipo é a Promenaea stapelioides (Link & Otto) Lindley, anteriormente descrita como Cymbidium stapelioides Link & Otto. O nome do gênero é uma referência à sacerdotisa grega Promenea, tão bela quanto as flores deste gênero.

Distribuição

 Promenaea agrupa cerca de dezoito pequenas espécies epífitas Brasileiras, de crescimento cespitoso, muito semelhantes quando sem flores, que existem nos locais mais úmidos, e sombrios, fartos em musgos, das matas da Serra do Mar e da Serra da Mantiqueira.


O gênero Promenaea é parente próximo de Zygopetalum. Suas raízes são finas, apresentam pequenos pseudobulbos ovóides ou elípticos, lateralmente comprimidos formando quilhas, às vezes inicialmente meio escondidos pelas baínhas foliares laterais, lisos quando jovens e enrugados depois de velhos, com duas ou três folhas apicais macias, mais ou menos planas, acuminadas, para a base atenuadas e acanoadas. As baínhas e folhas tem aspecto acetinado, verde claras ou azuladas. A inflorescência é basal, horizontal ou pendente, racemosa, normalmente mais curta que as folhas, com apenas uma ou duas flores muito grandes quando comparadas ao porte da planta.

 As flores são amarelo pálido ou vivo, maculadas ou não de vermelho escuro. As sépalas e pétalas abrem-se bem, são mais ou menos planas, e diferentes entre si, as sépalas mais acuminadas e as pétalas mais elípticas, com base assimétrica. Possuem labelo móvel projetado para frente, inserido no pé da coluna através de curto unguículo, levemente trilobado, ovalado, com lobos laterais erguidos, e lobo mediano largo e, em regra, com dois calos ou elevações transversais no disco. A coluna é prolongada em pé que forma pequeno mento com o labelo e sépalas, ereta e semi terete. Quatro polínias.
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre
Fotos e cultivo : Elisabete Delfini

8 comentários:

  1. A deusa grega foi bem homenageada com essa orquídea! A mais bela de todas

    Zizi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Zizi
      2011, falhou na floração mas caprichou em 2012.
      abraços

      Excluir
  2. Stunning! Congratulations, it's very beautiful.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Melody
      Obrigada , esta também falhou em 2011 mas, 2012 veio para superar.
      abraços

      Excluir
  3. Bete - primeiramente, parabéns pelo fascinate blog tão bem feito - e mantido!
    A minha pergunta tem a ver com as suas fotos: qual equipamento vc usa normalmente - mais precisamente, que lente? Com as micro-orquideas, sei que a profundidade de campo é bem restrita - vc usa "focus stacking" ou algo semelhante?
    Usa flash ou luz natural?
    São apenas curiosidades minhas pois as suas fotos são muito boas.
    Grato
    Douglas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada,
      fico feliz por ter gostado do meu blog.
      utilizo a Canon SX30IZ-Zoon 35x,não sou fotografa apenas defino o que quero e as vezes são várias fotos para escolher uma ou outra. Não uso focus stacking . Luz natural e a lente é a que veio com a máquina. Não utilizo o automático.
      abraços

      Excluir
  4. OI BOM DIA...
    GOSTARIA DE SABER COMO CULTIVAR ESSE ESPECIE MARAVAVILHOSA QUAL MELHOR SUBSTRATO, ILUMINAÇÃO, REGAS..., ENFIM O QUE VOCÊ PODER ME AJUDAR EU AGRADEÇO.
    marcos_sobrinho1@hotmail.com, ESSE É MEU E-MAIL, SE PUDER EM ENVIAR EU AGRADEÇO, E PARABENS PELO BLOG

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcos a minha está em vaso de barro fibra de xaxim e sombra, rega não deixo o substrato secar totalmente.

      Obrigada
      abraços

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...