sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Acianthera gracilisepala

Acianthera gracilisepala  do blogdabeteorquideas


Acianthera gracilisepala  do blogdabeteorquideas


























































Pleurothallis-Gênero numeroso com aproximadamente 1.100 espécie restritas à América tropical. Devido a esta diversidade, pode se encontrar plantas de vários tamanho, com hábitos predominantemente epífitas, mas também espécie rupícula e terrestre. Caracterezam o gênero as folhas perene, ausência de pseudobulbos e a presença de duas políneas. São plantas que ocorrem em florestas úmidas ou super úmidas em altitude variando desde próximo ao nível do mar até mais de 3.000 m. As flores são em geral pequenas e até hoje pouco estudadas, sendo escasso o material a respeito, já que muitas delas só apresentam interesse botânico, tendo pouca relevância do ponto de vista comercial. É uma boa opção para colecionadores com espaço restrito no orquidário, pois mesmo adultas, algumas espécie cabem num dedal.



Fonte : Manual de Cultivo da AOSP - nº II

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Acianthera elegantula

 Acianthera  elegantula do blogdabeteorquideas



 Acianthera  elegantula do blogdabeteorquideas



































Espécie epifita com rizona rastejante toliço e vigoroso, apresentando em pequenos intervalos hastes de 5 cm de altura encimados por folhas de 10 cm de comprimento, vigorosa, coriácea e grossa. De sua base, na parte de cima aparece flores uniflora que se apresentam sucessivamente e tem 5 mm de diâmetro, de cor verde escuro densamente maculado de cor rósea-bronzeado. Pequeno labelo pontilhado de cor púrpura. É bastante vistoso e exótica.



Revista O mundo das Orquídeas - Ano 4 nº 28

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Oeceoclades maculata

Oeceoclades maculata do blogdabeteorquideas


Oeceoclades maculata  do blogdabeteorquideas








































Espécie terrestre que vegeta geralmente em matas escuras, vegetando também sobre detritos vegetais. Pseudobulbos de 5 cm de altura, com uma única folha paralelinerva, longa e herbácea, de cor verde totalmente maculada de marrom-violáceo. Haste floral de 30 cm de altura que abre sucessivamente. Pétalas e sépatas branco-esverdeadas. Labelo versátil com fauce vermelho azulado, centro r bordas de cor branca, com inserção na extremidade do prolongamento poliforme da coluna. Sua dispersão geográfica e enorme pois vegeta por todo o Brasil,Colômbia, Venezuela, conta que também nos países na orlata atlântica. Floresce no Verão.

Revista O Mundo das Orquídeas - Ano 2 - Nº 5

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Phymatidium delicatulum

Phymatidium delicatulum do blogdabeteorquideas














Phymatidium delicatum. Gênero brasileiro com cerca de 10 espécie, todas de pequeno porte. Epífitas, são encontradas em regiões montanhosas do sudeste brasileiro. Em geral, necessitam de ambiente com alta umidade relativa do ar e luz difusa. Nas flores e cor predominante é o branco-leitoso com centro verde.


Manual de Cultivo da AOSP


Ganhei da amiga "Mari" - Obrigado Mari

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Ornithophora radicans

Ornithophora radicans do blogdabeteorquideas

Ornithophora radicans do blogdabeteorquideas































Micro orquídea que vegeta em matas com bastante umidade atmosférica e luz. A planta é delicada e vigorosa, formando com facilidades grandes touceiras. Pseudobulbos finos, acuminados e levemente enrugados, portando duas folhas laterais que surgem como brácteas e duas folhas apicais, todas bem finas e estreitas, de 15 cm de comprimento de cor verde-clara. Inflorescência apresentando minúsculas flores de meio cm de diâmetro, com pétalas e sépalas verde-clara. Labelo circular, bem pequeno de cor branca e mancha marrom na sua base e coluna. Floresce na primavera.


Fonte: Revista O Mundo das Orquídeas - Ano 2 - Nº 4

sábado, 7 de janeiro de 2012

Warmingia eugenii

Warmingia eugenii do blogdabeteorquideas


Warmingia eugenii do blogdabeteorquideas



Linda e delicada espécie que vegeta nas matas úmidas e mais ou menos sombrias. Pseudobulbo pequeno, de 1 cm de altura, com folhas largas e lanciformes, de 10 cm de comprimento, de cor verde escura. Haste florais de até 20 cm de comprimento, que ficam geralmente pendentes e portam de 20 a 30 flores, branca brilhante e com pétalas , sépalas e labelo estreitos e lanciformes. Floresce na primavera.

Gênero com somente 3 espécie, que foi classificado por Reichenbach F., Eugene Warming(1841-1924), estudioso ecologista de Grenland.

Revista o Mundo das Orquídeas - Ano 2 - nº 4

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Rodriguezia venusta - vaso2

Rodriguesia venusta - vaso2 do blogdabeteorquideas

Rodriguesia venusta - vaso2 do blogdabeteorquideas







Espécie que medra nas matas do litoral brasileiro, desde Pernambuco até o Rio Grande do Sul. Pseudobulbos compridos sustentados por duas ou três folhas, estreitas e coriáceas com 15 cm de comprimento e de cor verde-claro. Flores muito perfumadas que formam graciosos racimos recurvados. Pétalas e sépalas de cor branco leitosa, labelo bem encrespado dotado de mácula amarela. É altamente decorativa. Floresce de outubro a novembro. Tem 30 espécie e são epífitas.

Revista O Mundo das Orquídeas


terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Hadrolaelia alaori

Hadrolaelia alaori do blogdabeteorquideas

Hadrolaelia alaori do blogdabeteorquideas











Muito afim da Laelia pumila, pois faz parte das hadrolaelias. Seu habitat é no topo das árvores com mais de 50 m de altura, no litoral da Bahia, numa altitude de 100 a 300 m. Região de matas muito úmidas, sempre cobertas por densas neblinas. Pseudobulbos roliços e curtos, com 2 cm de altura e uma só folha, igual a Laelia pumila. Flores de 7 cm de diâmetro que não se abrem totalmente e são geralmente concolores e de cor róseo-claro, Floresce

Revista O mundo das Orquídeas - Ano 2 - Nº 2

domingo, 1 de janeiro de 2012

Phymatidium tillandsioides

Phymatidium tillandsioides do blogdabeteorquideas
Phymatidium tillandsioides do blogdabeteorquideas





Pequena espécie que vegeta sobre árvores na Serra do Mar em locais de muita higroscopicidade. A Planta assemelha-se a uma pequena Tillandsia, da família das bromélias. Hastes florais portando 8 flores de 2 mm de diâmetro, totalmente branca. Gênero classificado por Lindley, em 1833, encontra-se na subfamília Ornithocephaleae.

Revista O Mundo das Orquídeas - Ano 2 Nª 3
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...