quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

Pleurothallis fusca variedade 1

Pleurothallis hypnicola Lindl.;Humboldtia hypnicola ;Specklinia hypnicola ; Stelis hypnicola .

Pleurothallis hypnicola Lindl.;Humboldtia hypnicola ;Specklinia hypnicola ; Stelis hypnicola .



Pleurothallis  fusca var.1

Sinônimos: Pleurothallis hypnicola Lindl.;Humboldtia hypnicola ;Specklinia hypnicola ;
Stelis hypnicola .
Origem:  Brasil-São Paulo e Rio de Janeiro

Dimensão da Flor: 1 cm

Época da Floração:Janeiro

Foto e cultivo:  Elisabete Delfini

Descrição: Sobre Pleurothallis fusca, P. hypnicola, P. cuneifolia
O tipo de Pleurothallis fusca, assim como o de Pleurothallis hypnicola, são nativos do Brasil, provavelmente do Estado do Rio de Janeiro. Descrevendo P. hypnicola, Lindley escreve que esta espécie é parecida à P. fusca. As poucas diferenças que ele menciona (inflorescência mais curta do que as folhas, sépalas laterais quase livres) são caracteres bastante variáveis: no grupo estudado, a inflorescência começa a produzir flores antes de ter atingido o seu comprimento máximo, o que significa que o comprimento relativo da inflorescência verifica-se em função de sua idade. Mais tarde, Lindley (1859) considerou estes táxons co‐específicos. Cogniaux (1896) também. Mas ambos usam o epíteto hypnicola em detrimento de fusca, no entanto anterior.

Cogniaux considera a Lepanthes wawraeana de Barbosa Rodrigues uma boa espécie e a transfere para o gênero Pleurothallis com o nome P. cuneifolia porque P. wawraeana já existia. Pabst & Dungs (1975) não mencionam P. fusca e – como fizeram Lindley e Cogniaux – consideram P. hypnicola o nome correto desta espécie. Eles colocam P. cuneifolia como seu sinônimo. Esta opinião foi seguida por Luer (2000), Pridgeon & Chase (2001) e Menini Neto et al. (2004). Miller et al. (2006) consideram o segundo táxon como uma variedade do primeiro.

Bolsanello e Chiron não concordam com as opiniões anteriores. Afirmam que principais diferenças entre Pleurothallis hypnicola e Pleurothallis cuneifolia são (no primeiro táxon em relação ao segundo): as folhas são duas vezes mais estreitas, flores 1,5 vezes maiores, as pétalas nitidamente mais estreitas, o labelo mais oval e menos unguiculado. Portanto, Pleurothallis cuneifolia (Lepanthes wawraeana=Pabstiella wawraeana) é uma espécie diferente, enquanto que Pleurothallis hypnicola entra na sinonímia de Pleurothallis fusca (Pabstiella fusca).


Pesquisa : Revista O Mundo das Orquideas – Wikipédia; a enciclopédia livre - Orchidstudium

2 comentários:

  1. Oi, Bete, tudo bem? Sou fã das suas macrofotografias de micro-orquídeas, sempre muito bem produzidas. Adorei esta foto da Pleurothallis fusca deitada sobre a moeda, parabéns! Linda orquídea, belíssimo post!

    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Sergio.
    Estas pequenas tão trabalho para fotografar.
    abraços

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...